Roncos: Por que temê-los?

Roncos: Por que temê-los?

Há muito tempo sabemos que os roncos durante o sono não trazem apenas problemas sociais aos “roncadores”, eles podem ser um indício de uma doença conhecida como Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS).

O ronco reflete o colabamento das paredes da faringe sobre a via aérea, quando isso ocorre restringe a entrada de ar e consequente oxigenação do sangue, levando a uma série de sinais e sintomas que constituem a SAOS.

Veja se você se enquadra nos sintomas da SAOS: roncos excessivos, fadiga e sonolência diurna, déficit de memória e atenção, cefaléia. Além de poder causar e piorar importantes doenças cardiológicas como hipertensão arterial e arritmias.

E o que devo fazer? Se você se enquadra nos sintomas acima procure seu médico; o diagnóstico pode ser confirmado através de um exame chamado polissonografia.

E tem tratamento? Sim. Inicialmente devem ser adotadas medidas comportamentais como perder peso, desobstrução nasal, evitar alimentações exageradas e bebida alcoólica antes de dormir. Se isso não for suficiente indica-se o uso de máscaras com pressão positiva chamada CPAP. Raramente o tratamento cirúrgico é recomendado.